A Formação do Grande Time

Por volta de 1996, eu e mais dois amigos aficionados por tecnologia, Diogo Rodrigo e Rodrigo Junqueira o Bark, decidimos criar um portal com informações da Barra da Tijuca, que se tornaria o Barra Útil, que iriei falar mais na parte 2 desta série “Braun na Vanguarda”.

Primeiro vou contar um pouco como conheci o Diogo e o Bark.

Diogo eu conheci na escola, na sétima série (hoje não sei mais como é feita a divisão de séries, mas na minha época era a sétima série do primeiro grau que ia até a oitava).

Logo eu e Diogo criamos uma afinidade, pois ele tinha um Compaq Presário com modem de 14.400 e eu tinha um At&T 486 com o mesmo modem de 14.400.

Dai começamos a combinar partidas de Duke Nukem 3D após a escola, esse jogo era necessário que um ligasse pro modem do outro e assim era estabelecida a conexão, nossa briga era sempre pra ver quem ligava pra quem, afinal quem fizesse a ligação pagaria um pulso telefônico e consequentemente ganharia esporro da mãe no final do mês quando a conta da TELEMAR chegasse pesada !

Após partidas de Duke Nukem, e papos no BBS da Infolink e Biohard, começamos a usar muito o iRC, com o melhor scprit da época, o Ninja Scritp, ele tinha vários “enfeites” além de ser possível nukar alguém (que era ficar pingando o cara incansavelmente até a conexão dele como servidor cair, e ele sair do canal). O propósito de nukar uma pessoa ? Nenhum, apenas pra se se sentir um pouco rebelde e com poder no mundo virtual e achar quer Hacker, quando na verdade você não passava de um lammer (um termo antigo da época usado para caracterizar pessoas que noobies). Nessa época todos nós idolatrávamos o Kevin Mitnick (o maior hacker da época)

Nesse mIRC conhecemos o Bark (que utilizava esse nickname, em homenagem ao seu cachorro Bark).

Eu utilizava o nickname de BonoMan (uma homenagem ao vocalista do U2 Bono, nessa época eu era totalmente fanático pela banda U2), e o Diogo utilizava o nickname Maxxel, uma referência a melhor marca de diskete de todos os tempos.

O Bark era um gênio para nós afinal ele era OP do canal #Point !!! Sim todo canal de mIRC tinham os Op´s, que eram os moderadores, tinham o grande poder de banir usuários das salas, e o Bark era um deles.

Os caras mais respeitados da Internet  naquela época eram os OP´s dos canais grandes do mIRC, como o #RJ #Brasil etc…

O Bark além de ser OP do canal #point sabia programar e fazer sites, ele tinha dois sites muito famosos, com bastante visitas naquela época, eram eles o TOP50 e o Mengão.

O Top50 era tipo um ranking, um concurso virtual para saber qual era o melhor site do Brasil, todos os sites (inclusive os grandes), tinham um selo da TOP50 no seu site, e pediam votos para ir pro topo do ranking, fazendo uma comparação ser líder no Top50, seria como hoje ter muito seguidores nas redes sociais.

Já o Mengão, era um site dedicado ao clube de futebol carioca Flamengo, naquela época os times não tinham sites oficiais, e não existiam muitos sites esportivos, sendo assim, os “internautas” eram carentes sobre informações atualizadas sobre os seus times, vendo essa lacuna e aproveitando seu conhecimento como programador adquirido pela sua avó (sim a avó do Bark também programava, assim como sua mãe), programar na família do Bark é quase que um conhecimento hereditário rs.

Por uma coincidência, descobrimos que o Bark e o Diogo moravam no mesmo condomínio, e dai marcamos um encontro com ele na quadra, e o Diogo falou “Caramba, vamos conhecer o OP do Canal #Point” e ai estava formado o time.

Cada um com sua característica, e ambições, juntos fizemos algumas coisas e separados outras, umas tiveram sucesso e reconhecimento, como o site Barraútil, mas isso é história para a segunda parte dessa série “Braun de Vanguarda”.